Arquivo da tag: No Dia da Mulher

No Dia da Mulher, Fanese homenageia estudantes, professoras e colaboradoras

Hoje, 8 de março, é comemorado o Dia Internacional da Mulher e a Fanese faz uma homenagem as suas estudantes, professoras e demais colaboradoras que fazem parte da instituição de graduação e pós-graduação que foi eleita pelo MEC como a faculdade particular mais bem avaliada em Sergipe.

O Dia Internacional da Mulher é uma data comemorativa que foi oficializada pela Organização das Nações Unidas na década de 1970. Essa data simboliza a luta histórica das mulheres para terem suas condições equiparadas às dos homens. Diferentemente de outras datas comemorativas, o Dia Internacional da Mulher não foi criado pelo comércio.

Inicialmente, essa data remetia à reivindicação por igualdade salarial, mas, atualmente, simboliza a luta das mulheres não apenas contra a desigualdade salarial, mas também contra o machismo e a violência.

A origem da homenagem remonta a um incêndio que aconteceu em Nova York, no dia 25 de março de 1911. Esse incêndio aconteceu na Triangle Shirtwaist Company e vitimou 146 pessoas, 125 mulheres e 21 homens. Essa história é considerada um dos marcos para o estabelecimento do Dia das Mulheres. O acontecimento é significativo, mas é importante afirmar que o Dia Internacional da Mulher não foi criado por influência de uma tragédia, mas sim por décadas de engajamento político das mulheres pelo reconhecimento de sua causa.

Em 1910, ocorreu o II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas. Nesse evento, Clara Zetkin, membro do Partido Comunista Alemão, propôs a criação de um Dia Internacional da Mulher, sem, entretanto, estipular uma data específica. Zetkin era engajada com campanhas que defendiam o direito das mulheres no âmbito trabalhista. Sua proposta visava a possibilitar que o movimento operário pudesse dar maior atenção à causa das mulheres trabalhadoras.

Vários protestos e greves já ocorriam na Europa e nos Estados Unidos desde a segunda metade do século XIX. O movimento feminista e as demais associações de mulheres capitalizaram essas manifestações, de modo a enquadrá-las, por vezes, à agenda revolucionária. Foi o que aconteceu em 08 de março de 1917, na Rússia.

O ano de 1917, na Rússia, foi fortemente marcado pelo ciclo revolucionário que derrubou a monarquia czarista. Nesse clima de agitação revolucionária, as mulheres trabalhadoras do setor de tecelagem entraram em greve, no dia 8 de março, e reivindicaram a ajuda dos operários do setor de metalurgia. Essa data entrou para a história como um grande feito de mulheres operárias e também como prenúncio da Revolução Bolchevique.

Esse artigo apareceu primeiro em A Folha HojeNo Dia da Mulher, Fanese homenageia estudantes, professoras e colaboradoras

No Dia da Mulher, Ricardo Marques diz que as mulheres sofrem no transporte público

Durante a sessão da Câmara Municipal de Aracaju desta terça-feira, 8 de março, no Dia Internacional da Mulher, o vereador Ricardo Marques (Cidadania) fez uma homenagem diferente a todas as mulheres. Ele exibiu vídeos que mostram as dificuldades enfrentadas diariamente pelas mulheres que utilizam o transporte público, principalmente em ônibus sucateados e lotados.

“Mais de 50% das pessoas que utilizam o transporte coletivo da capital e grande Aracaju são mulheres. São donas de casa, mães de famílias, estudantes, idosas, trabalhadoras e até mulheres com necessidades especiais. Todas precisam do transporte e enfrentam transtornos, além de um prestação de serviço ruim”, garante.

O parlamentar disse ainda que o Dia da Mulher deve ser lembrado todos os dias com ações concretas no dia a dia das mulheres. “Vamos honrar as mulheres não apenas nos discursos mas nos atos. E com relação ao transporte de ônibus, esta Casa precisa se posicionar e cobrar uma solução da Prefeitura de Aracaju. O transporte público precisa de uma licitação urgente. Não podemos ser cúmplices desta situação que constrange as mulheres e todos nós. Uma situação que só se agrava e prejudica a vida de quem depende do sistema”, alerta.

Ricardo Marques propôs que a Câmara Municipal de Aracaju faça uma carta e envie ao prefeito de Aracaju pedindo a realização da licitação com urgência. “Faço um apelo ao presidente desta Casa que faça uma carta com a assinatura de todos os colegas vereadores pedindo uma posição do prefeito que promete a realização da licitação desde 2011 e até hoje nada foi feito de forma concreta. Não tem condições de continuar desta forma. O último fim de semana foi o mais crítico do ano com demissões no setor, ônibus quebrados e linhas retiradas”, finaliza.

Esse artigo apareceu primeiro em A Folha HojeNo Dia da Mulher, Ricardo Marques diz que as mulheres sofrem no transporte público